Série – Melhores Práticas e Recomendações – Estratégias de Backup de Máquinas Virtuais e SQL Server no Azure – Parte 3

Posted on junho 6, 2017

3


Em continuidade a série de melhores práticas e recomendações para o Azure, no último artigo – Performance do SQL Server em Máquinas Virtuais no Azure falei um pouco de como otimizar o SQL Server para máximo ganho no Microsoft Azure, agora iremos falar de como realizar estratégias de backup para proteção das máquinas virtuais assim como SQL Server.

Introdução

Devemos proteger os serviços assim como os processos armazenados nas máquinas, por isso devemos criar e manter rotinas de backup em camadas, não somente o SQL Server. Dependendo da estratégia da empresa, guardar backup das máquinas virtuais pode ser vantajoso, normalmente antes de algum patch ou atualização de sistema, ter a imagem da máquina pode minimizar o processo de rollback caso haja algum problema durante o processo no nível máquina, em outros casos, como uma pequena corrupção em uma página de dados de uma banco de dados a mesma pode ser resolvida com um restore de página nível SQL Server.

Possuir as duas camadas é de extrema importância para o time de Infraestrutura assim como o time de Banco de Dados, porque dependendo do problema, haverá mais de uma alternativa a ser tomada caso uma falha aconteça. para isso o Azure disponibiliza diversos recursos para proteção tanto da máquina virtual assim como do SQL Server automatizando o processo de backup e transformando em uma tarefa de simples de ser configurável.

bkp_sql_serverBackup de Máquinas Virtuais e de Banco de Dados SQL Server no Azure

Recovery Services Vault

O Recovery Services Vault é um recurso de armazenamento para cópia de dados, configurações para as máquinas virtuais no Azure. Esse serviço guarda cópias de backup, pontos de recuperação baseados em políticas. Esse recurso é utilizado para o processo de backup das máquinas virtuais no Azure. Pode ser configurado na própria blade da máquina virtual, acessando o recurso chamado – backup.

Acessando o blade de configurações na aba backup, você primeiramente irá criar sua rotina de backup, com poucos minutos de configuração, você terá a proteção nível máquina virtual configurada em seu ambiente.

sql_1    skv

Backup URL

É a estratégia mais utilizada para backup dos bancos de dados e por DBAs, essa é uma feature disponível a partir do SQL Server 2012, aonde você pode enviar os backups para um Blob Storage no Azure, geralmente essa rotina utilizada com o famoso script do Ola Hallengren. Muitas implementações não se limitam a somente ter as máquinas virtuais dentro do Azure, mas como estratégia de retenção de backup, uma boa dica é enviar seus backups do seu ambiente On-Premises para o Azure, não armazenando assim seus backups no seu DataCenter.

https://msdn.microsoft.com/library/dn435916(v=sql.120).aspx

SQL Automated Backup

Automatização é o grande codinome da nova década, cada vez mais a idéia é minimizar o esforço administrativo e se preocupar com o que realmente é importante para a empresa – o negócio. Sendo assim o Azure disponibilizou na blade de configuração da máquina virtual quando instalado o SQL Server –o SQL Server Configuration.

Nessa aba é possível configurar sua rotina de backup, sem a necessidade de acessar o SQL Server, por debaixo dos panos será o famoso Managed Backup atuando para garantir o processo de backup transparente para as suas bases de dados. O interessante aqui é que o mesmo possui a inteligência de acionar os backups baseado no seu cenário de utilização, para mais informações sobre acesse aqui

sql_managed_backup  config_automated_backup

File-Snapshot Backup

Uma outra possibilidade é a utilização do File-Snapshot Backup no Azure aonde é possível realizar snapshot backups dos arquivos de banco de dados, para utilizar esse recurso é necessário que os arquivos de banco de dados sejam colocados diretamente no Blob Storage, removendo a camada de virtualização, essa é uma ótima estratégia porém possui algumas restrições que estão listadas aqui

Próximo Post – Processos de Automação no Azure