SQL Sever 2012 BPA–Best Practices Analyser

Posted on junho 30, 2012

1


 

O dia-a-dia

 

Nada melhor do que possuir uma ferramenta que nós mostra problemas e nos faz olhar para eles. Essa ferramenta faz com que o DBA tenha uma maior noção das melhores práticas de configuração, segurança e padronização.

 

Hoje em dia, possuímos geralmente diversas vertentes de trabalho e por isso fica cada vez mais díficil o controle e administração de todos os servidores de banco de dados.

 

O grande detalhe é que essa ferramenta possui todas as melhores práticas e recomendação já pré estabelecidas, é ncessário somente que você realize a instalação e execução para que assim seja gerado diversos tipos de alertas e atenções para seu ambiente.

As Vantagens

Essa ferramente realiza a analise profunda das configurações do seu servidor, portanto se houver algum erro antigo ele o mostrará.

 

Ela recomenda de acordo com os avisos ou erros gerados packs e fixes.

 

Para um DBA, ter as melhores práticas aplicadas de acordo com o time de produto é uma grande segurança para todo o ambiente e para ele mesmo!

As Disvantagens

 

Alguns erros e mensagens não são totalemte claros e isso faz com que o entendimento para a solução fique confuso.

A Solução

O Best Practices Analyser para o SQL Server 2012 possui dois pré requisitos que são: possuir o PowerShell V2.0 instalado assim como Microsoft Baseline Configuration Analyser V2.0 que pode ser baixado aqui – http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=16475

 

Logo após realize a instalação do BPA SQL Server 2012 – http://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=29302

 

Feito isso e com os dois previamente instalado acesse Iniciar – Programas – Microsoft Baseline Configuration Analyser 2.0

Logo após acesso, selecione o produto SQL Server 2012 BPA

 

image

(Figura 1 – Escolhendo o produto.)

 

Selecione agora – Connect to Another Computer e escolha o computador local no caso.

 

image

(Figura 2 – Conectando com o computador local.)

 

Agora é necessário especificar o nome da instância que você deseja verificar, se a mesma for a instância default então você deve utilziar o MSSSQLSERVER se não insira o nome da instância nomeada.

 

E em seguida, você poderá selecionar diversos serviços que você deseja que seja verificado.

 

image

(Figura 3 – Cõnfiguração da instância para verificação do BPA.)

 

Logo após a execução você terá informações sobre sua instância.

 

image

(Figura 4 – Erros e avisos gerados.)

image

Figura 5 – Diversos erros e avisos de acordo com o serviço.)

 

image

Figura 6 – Verificando os erros apontados pelo BPA.)

Adicione esse recurso para o seu Toolkit!….